ESPORTE

CBF convoca jogadora de futebol do bairro João de Deus, em São Luís (MA), para Sul-Americano Feminino

Mika Sousa começou sua carreira muito cedo, aos 4 anos de idade, no estádio Gaiolão

A Seleção Brasileira Feminina Sub-17, tem mais um compromisso no Sul-Americano da categoria neste sábado (16), contra a Seleção do Peru, às 18h, no Estádio Arsenio Enrico, em Assunção, no Paraguai. Esta será a segunda partida do Brasil, que estreou na competição de futebol feminino vencendo por 2 a 0 a Venezuela.

Para a partida a equipe brasileira tem uma novidade: o retorno da maranhense Myka, de 17 anos, atleta do Sport Club Internacional, de Porto Alegre (RS). Ela já havia sido convocada outra vez, em 2022. Mas agora a volante chega para substituir Manu Borba, do Grêmio, que infelizmente sofreu uma entorse no tornozelo direito no treino desta semana.

Emykaelle Camylle Sousa Duarte, ou simplesmente Mika Sousa, começou sua carreira muito cedo, aos 4 anos de idade, no estádio Gaiolão, no bairro Vila Conceição/João de Deus, onde sua família reside. Ela foi aluna da escolinha do Fofão, que hoje é o Projeto Atleta Cidadão, da vereadora Fátima Araújo (PCdoB – São Luís, MA).

Antes de despertar interesses de grande clubes do Brasil, ela ainda fez base na escolinha do Grupama, mas logo passou em uma peneira na escola Magnólia, onde começou sua carreira profissional. Já como atleta profissional ela defendeu o Cefama, de São Luís, marcando dois gols na campanha em que sua equipe conquistou o Campeonato Maranhense. Ela também chegou a disputar o Brasileiro Série A2 pelo mesmo time, contudo ganhou uma chance no Inter, onde joga atualmente.

Maxsuel Bruno

Mestrando em Educação | Pós-graduado em Gestão Educacional | Pós-graduado em Jornalismo Esportivo | Narrador Esportivo | Radialista | Teólogo | Locutor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo