JUSTIÇA

Polícia Civil concede medida protetiva a mulher que foi ameaçada de morte pelo ex-marido no bairro João de Deus

A decisão foi emitida em caráter de urgência, nesta quinta-feira (24), após registro do Boletim de Ocorrência

Duzentos metros quadrados. Essa é a distância que um homem que infelizmente não podemos revelar a identidade, terá que ficar de sua ex-esposa, se quiser continuar livre. Acontece que segundo um informante do site BMAX, a Polícia Civil concedeu, nesta quinta-feira (24), uma medida protetiva a uma mulher, que terá sua identidade preservada nesta matéria. De acordo com o relato do informante, o homem de iniciais B.R. (32 anos), tem rondado constantemente a residência da ex-esposa, após o término do relacionamento de 6 anos de duração.

Ainda segundo informações, inconformado, ele inclusive tem usado o filho menor de idade, fruto do relacionamento, para atingir a mulher, além de rondar a casa dela, ficando parado por horas na frente da residência, o que tem despertado bastante temor na mulher de 33 anos de idade. Por isso, ela resolveu pedir uma medida protetiva, que foi prontamente concedida pela Polícia Civil — em caráter de urgência, já que ele teria também feito ameaças de morte, além de agredir física e psicologicamente a ex-cônjuge durante o casamento.

“Tu tem é sorte de ainda está respirando.” Essa foi uma das frases ditas por ele nas inúmeras vezes que retornou a casa da ex-mulher. Após o registro da ocorrência, a Polícia tratou imediatamente de expedir uma medida protetiva, que prevê cerca de 200 metros de distância entre ele e a ex-esposa. Caso descumpra a decisão, o resultado será a sua prisão imediata. O site BMAX segue acompanhando o caso de perto e deve publicar mais notas sobre o caso.

Maxsuel Bruno

Mestrando em Educação | Pós-graduado em Gestão Educacional | Pós-graduado em Jornalismo Esportivo | Narrador Esportivo | Radialista | Teólogo | Locutor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo