ESPORTE

Para fugir da concorrência do Fla-Flu, Imperatriz antecipa horário de jogo contra Chapadinha pelo Maranhense

Diretoria observou que jogos em horários próximos a de outros estaduais, como o Carioca, não recebem bom público no Frei Epifânio

A diretoria da Sociedade Imperatriz de Desporto, o Cavalo de Aço, pediu esta semana a antecipação do horário do jogo contra o Chapadinha Futebol Clube, pela 12ª rodada do Campeonato Maranhense. A partida estava marcada a princípio para acontecer às 19h30 deste sábado (16), no estádio Frei Epifânio, na cidade de Imperatriz (MA). Contudo, a diretoria do Cavalo de Aço solicitou que a FMF (Federação Maranhense de Futebol) antecipasse o confronto para às 19h. Ou seja, apenas 30 minutos antes do primeiro horário que a tabela estipulava.

De acordo com informações, a mudança de horário teve uma razão: o time colorado percebeu que não é bom negócio concorrer em horários próximos a de outros estaduais, como o Carioca — que apesar de não ser um campeonato sério e de grande importância, ainda conta com times grandes em sua disputa, o que atrai a atenção de torcedores de outros estados. Neste mesmo dia, às 21h, Flamengo e Fluminense entram em campo no Rio de Janeiro, duelando pela semifinal da competição, que tem o regulamento mais difícil de se entender no País.

Informações vindas da Princesa do Tocantins tão conta de que a torcida do Imperatriz acaba por optar em assistir os jogos de outros campeonatos em bares da cidade e não comparecem ao Frei Epifânio, quando clássicos de outros estados coincidem com os jogos do time do Imperatriz. Com isso, o esvaziamento do estádio traz prejuízos aos cofres da instituição, além do time perder seu 12º jogador, que é o torcedor nas arquibancadas.

Neste sentindo, o objetivo do Cavalo com a mudança de horário, seria justamente dá o espaço de 30 minutos de antecipação para o torcedor. Estes minutos corresponderiam ao tempo que o torcedor se deslocaria do estádio até sua residência ou bar para acompanhar o clássico dos times cariocas. Assim, o Cavalo de Aço contaria com a presença do seu torcedor no estádio, com a estratégia de fugir da concorrência com jogos de outros times de fora do estado que têm grande apelo na região.

Maxsuel Bruno

Radialista pós-graduado em Jornalismo Esportivo. Narrador da BMAX Sports e Planeta Esportivo. Teólogo pós-graduado em Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo