destaqueESPORTE

Marcinho Guerreiro prova que não é pai de criança que o levou a ser preso por atraso de pensão alimentícia

Na época ele comandava o Moto Club de São Luís, time que o demitiu por conta da prisão

O técnico maranhense de futebol Marcinho Guerreiro conseguiu provar, por meio de exame de DNA, que não é pai de Márcio Andrade Castro da Silva, garoto de apenas 5 anos que a mãe alegava ser filho do profissional. Na justiça Camila Castro, mãe da criança, cobrava cerca de R$ 11 mil, supostamente de atrasos das mensalidades de pensão alimentícia. Guerreiro chegou a ser preso no início do ano, antes de uma partida na cidade de Imperatriz (MA). Na época ele comandava o Moto Club de São Luís, time que o demitiu por conta da prisão.

Nesta terça-feira (07), após receber o resultado, Marcinho Guerreiro publicou uma cópia do exame anexada a um texto de agradecimento e ao mesmo tempo de revolta contra quem usou a situação para surfar na onda do cancelamento, com destaque para páginas da rede social Instagram. Marcinho foi humilhado para o Brasil inteiro e, por isso, deve ir a justiça buscar uma reparação por todo este constrangimento que sofreu pela prisão injusta.

“Diante de todo constrangimento e prejuízos já estamos tomando todas as medidas para que seja ressarcido os 11 mil reais pagos para que o mesmo fosse liberado da penitenciária. Danos morais, calúnia e difamação! Aos demais que espalharam notícias falsas, destilaram ódio e palavras ruins fica aqui o nosso sinto muito pois a justiça prevaleceu! Ao clube onde o mesmo atuava na época do acontecido fica também nossa eterna decepção pela falta de apoio em um momento em que toda família Guerreiro mais precisou, houve ainda a questão da demissão sem conversa e sem acordo”, traz o texto do desabafo de Marcinho Guerreiro.

Maxsuel Bruno

Mestrando em Educação Esportiva | Pós-graduado em Jornalismo Esportivo | Narrador do canal Planeta Esportivo | Especialista em Assessoria de Imprensa | Radialista | Teólogo | Locutor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo