ESPORTE

Diretor-executivo do Cordino que trabalhou o acesso do time a elite do futebol maranhense, lamenta rebaixamento da equipe este ano

Em artigo, Fernando Linhares fez alguns apontamentos sobre os culpados pela derrocada do time

Sentimento de muita tristeza ver o que está acontecendo com o Cordino Esporte Clube. Em 2021, fui convidado a assumir a diretoria executiva do clube, na ocasião, aceitei o convite de imediato, mesmo diante do cenário que o clube se encontrava eu não poderia deixa de ajudar.

No entanto, enfrentamos a princípio, muitas dificuldades, pegamos o clube com dívidas e sobretudo, com uma grande rejeição dos empresários locais, motivo pelo qual tive que fazer um plano de estratégias para mudar o cenário que o clube vivia naquele momento com a falta de credibilidade. Ao detectar a situação, pensei logo em mudar o mais rápido possível a maneira de como os empresários enxergavam o clube.

Contudo, confesso que não foi tão simples assim, mas consegui a partir do plano de publicidade, iniciei um trabalho de credibilidade e, assim, o fiz e logo começaram a aparecer empresas querendo ajudar o Cordino.

Ademais, não tem uma receita certa, mas todo clube que pensa em ser grande, o primeiro passo é ter um departamento de futebol profissional e que conheça o que é gestão como um todo. Além disso, é primordial promover um planejamento sólido buscando sempre minimizar possíveis erros, o planejamento é na verdade uma ferramenta de fundamental importância para ajudar a diminuir as possibilidades de erros futuros.

Em 2022, deixamos o clube na elite do futebol maranhense, após conseguirmos o acesso para a série “A” no ano de 2021. Isso, foi um momento que vivi que jamais será esquecido, hoje sou muito grato a Deus pelo privilégio de ter me tornado logo no meu primeiro trabalho com diretor executivo de um time profissional ser campeão.

Entretanto, o pouco que pude acompanhar desse trabalho que a atual diretoria desempenhou na série “A” neste ano, já era o esperado o fracasso, um trabalho que inicia errado, sem dúvidas, terminará como começou “Errado”, o que isso quer dizer, o final será um fiasco, assim como foi a trajetória do Cordino no campeonato. Dessa forma, o clube agora amarga mais um rebaixamento na sua história.

Nota-se, porém, que, quem é o maior culpado de toda essa incapacidade de gestão, sem dúvidas, é o prefeito Rigo Teles que colocou uma diretoria fraca e despreparada para administrar o clube.

Portanto, espero que o Cordino volte o mais rápido possível para a elite do futebol maranhense. Sou muito grato a Deus pela oportunidade que ele me concedeu em trabalhar no Cordino, momento impa, pois tive a felicidade de ganhar meu primeiro título com diretor executivo de um clube profissional.

Texto: Fernando Linhares

Maxsuel Bruno

Mestrando em Educação Esportiva | Pós-graduado em Jornalismo Esportivo | Narrador do canal Planeta Esportivo | Especialista em Assessoria de Imprensa | Radialista | Teólogo | Locutor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo